Marinheiro Rasgado

Formato | 2010

Texto revisto e ampliado.

Aquele homem apareceu um dia na praça. Trouxe um saco de pano grosso cheio até a boca, duas latas velhas de biscoito e uma caixa de sapatos amarrada com um laço de fita cor de rosa. Ajeitou tudo, com cuidado, num canto debaixo de um banco de cimento e pronto. De mudança feita, partiu pela praça mergulhando os olhos brilhantes em todos os lugares. Usava um paletó cinzento e uma calça de brim remendada e desbotada, com uma perna mais curta que a outra. Num pé, calçava tênis. No outro, sandália de dedo.
O livro Marinheiro Rasgado conta as aventuras desse homem inesperado e a construção de uma grande e divertida amizade entre ele e as crianças que moravam na praça.